Arquivo | Cachorro RSS feed for this section

As vantagens de adotar um cão idoso

30 abr

Adotar um cão idoso é bom tanto para o cão, quanto para a família

Segundo a protetora Conceição Aparecida Vigliotti, os cães idosos sempre são deixados de lado em feiras de adoção e acabam muitas vezes passando a vida toda em Ongs e lares temporários, sem saberem o que é ter uma família de verdade. Ela aponta que apenas 1% dos cães idosos resgatados por ela, são adotados.

Para que os demais velhinhos não fiquem sem saber o que é um lar, Conceição os adota e os trata como filhos – um deles foi deixado com 9 anos em seu portão e viveu até 23. “Os adotantes não olham com os mesmos olhos para um cão que já tem entre 4 e 5 anos, eles acham que são velhos demais, que não são bonitinhos como os filhotes e que não se acostumarão com uma nova casa”. Este tipo de atitude acontece pois nem todo mundo possui o discernimento de como é bom ter um cão idoso em casa. Eles são tão amáveis quanto filhotes e adultos, e possuem muitas vantagens, confira algumas delas.

 

1. Personalidade definida
Muitos cães filhotes podem se tornar agressivos ou extremamente ciumentos quando crescem. Isto acontece devido à criação, muitas vezes, inconscientemente, mimamos os nossos pets de maneira exagerada, o que pode acarretar em um cão adulto que apresenta agressividade e ciúmes de outros animais, pessoas ou até crianças. Cães idosos já passaram por esta parte e não trarão surpresas comportamentais.

2. Nada de estripulias e objetos roídos:
Os cães idosos não possuem a mesma energia dos cães filhotes e adultos. Em sua grande maioria, passam a maior parte do tempo quietinhos e fazendo companhia aos donos. Estes velhinhos adoram passeios calmos, ‘assistir’ TV na sala ou deitar no pé da cama na hora de dormir. Por isso não vão roer seu celular novo ou a ponta do seu sapato preferido.

3. Passeios com tranquilidade
Os cães mais velhos passeiam com mais calma e tranquilidade, não puxam e nem ‘arrastam’ quem está na guia e 15 minutos diários já são suficientes para deixá-los felizes e contentes! Dê preferência para o período da manhã (até as 10:00) para que o cão pegue o sol, pois a radiação solar na pele estimula a produção da Vitamina D antirraquítica e colecalciferol: ótima para os ossos.

4. Brincadeiras e aprendizados
Está enganado quem acha que cães idosos não brincam ou aprendem truques. A idade não interfere em nada na inteligência do cão, na verdade o aprendizado do que pode e o que não pode na casa, é mais fácil com cães que não são filhotes.

5. Companheiros de primeira:
Os velhinhos possuem uma alta sensibilidade emocional, por isso não vão pedir para brincar se perceberem que seu dono está cabisbaixo ou triste. Muitos donos de cães idosos dizem que, nestes casos, o comum é que eles deitem perto do seu dono e façam companhia.

6. Expectativa de vida alta:
Cães vira-latas em geral possuem uma alta expectativa de vida, chegando normalmente aos 17 anos de vida ou mais. Há registros de uma cadelinha, chamada Bella, que viveu 29 anos e faleceu em 2003 de ataque cardíaco na cidade inglesa de Lincolnshire, seus donos a adotaram quando ela tinha 3 anos de idade e viveram 26 ao lado dela.

E para te inspirar, leia o relato de Ana Paula Tolentino, uma adotante de um cão idoso:

Tofu, no pedido de adoção

Amo cães, todos são lindos: desde aquele com a raça mais pura até os bons e fiéis “vira-latas”. Desde o “mais bebezinho” que faz gracinhas e chama a atenção de todos até os de muita idade. O meu amor é verdadeiro em qualquer dos casos, mas confesso que tenho apreço especial justamente pelos últimos: velhos, abandonados, desprezados, doentes ou jogados à própria sorte. São exatamente eles que ganharam meu coração ao longo desses anos de amor incondicional pelos cães. Dentre tantos que tive o prazer do convívio, uma em especial abriu meu coração para o amor e dedicação de corpo e alma: Malu. Eu a vi nascer, foi cria de uma Cocker perdida ou abandonada, idosa e cheia de doenças, que recolhi das ruas numa noite de feriado de Finados. Apesar de todo amor que tínhamos por ela, não pudemos evitar uma agressão que sofreu durante uma invasão a nossa casa. Junto com a agressão vieram sequelas, tratamentos e cirurgias, e aos 13 anos de idade, Malu precisou me deixar para alcançar o paraíso merecido.

Dois anos depois de muita dor e saudades, uma criatura de Deus foi abandonada quase em frente a minha casa. Seus donos se mudaram e claro, não havia lugar pra ele na mudança. Os vizinhos se incomodavam com a presença dele, atirando pedras, jogando bombas e tentando agredi-lo. O recolhi em meio a uma discussão com um vizinho que chamou o CCZ para recolher o cão. Bom, na presença da polícia e do CCZ eu adotei aquele anjo, que era velho e vira-latas, quase sem dentes e nada sociável por conta de todo o sofrimento vivido até ali, ninguém o queria. “Creuzo”, o feio mais lindo que eu tive a sorte de ter ao meu lado por 2 anos, tinha aproximadamente 16 anos de vida e 2 anos foram repletos de cuidados, carinho e amor que o transformaram numa criatura doce. Infelizmente após uma internação urgente, ele também foi pro paraíso canino morar ao lado de tantos outros seres de alma plena.

Um pouco mais de mês de dor e o vazio, eu estava navegando nas redes sociais, quando vi um pedido mais que especial. De alguma forma, após muitos compartilhamentos, chegou até mim uma solicitação tocante feita por uma voluntária do CCZ de São Paulo (hoje minha amiga) Keké Flores. Ela implorava a adoção um cão idoso, vira latas de temperamento fácil, calmo, sofrido com sequelas de maus tratos, um câncer de boca e abrigado há mais de 4 anos no CCZ. Ele era branquinho feito um queijo japonês, por isso seu nome: Tofu. Chorei dias e noites seguidas me lembrando de cada palavra que contava a história dele e prometi a mim mesma que faria qualquer coisa para trazer ele pra mim. Deixei convite para ela me aceitar como amiga, liguei em todos os telefones, deixei recados e no terceiro dia de desespero ela me retornou. Pedi encarecidamente que não entregasse ele a ninguém porque no dia seguinte eu iria buscá-lo. Mas enquanto conversava com ela, visualizei outros posts com solicitação de adoção. Dentre eles, outro me chamou a atenção: Bilu. Ele tinha uma história muito triste de abandono e 3 readoções. Não era velho, mas vi nele a esperança de trazer Tofu de volta pra uma vida real. Quando cheguei no CCZ para buscar meu Tofu, eu me apaixonei pelo Bilu também. Todos tinham a certeza de que Tofu era mudo, nunca havia latido, só andava devagarinho, cabisbaixo. Mas com apenas 3 dias em casa, Bilu o ensinou a latir e correr! Chorei muito…mandei vídeos pra Keké, que foi a voluntária responsável pela adoção, para mostrar a todos do que o velho Tofu era capaz!

Os dois se amam, estão sempre juntos e tenho certeza – pela maneira que erguem os olhos para mim – que são gratos pelo amor que compartilhamos. Nunca comprei um cachorro, pois amigos verdadeiros não tem preço! E os animais idosos não são dispensáveis e inúteis como a maioria dos seres desumanos julgam e por menos tempo que tenham de vida, merecem saber como é ter um lar e uma família com amor. Se adotados, serão criaturas verdadeiras, amáveis e eternas no coração de quem os der abrigo e carinho.

 

FONTE: https://br.noticias.yahoo.com/por-que-adotar-um-c-o-idoso-141800712.html

Anúncios

Filhotão precisa de lar urgente

21 abr

1375040_398535526953608_4282812593782439805_n 10169172_398535456953615_3044178270711693700_n 10173530_398535053620322_9069146418483990119_n

ESTE BONITÃO TEM CERCA DE 10 MESES!

É UM MACHINHO MUITO DÓCIL E BRINCALHÃO!

PRECISA URGENTEMENTE DE UMA CASA DE PASSAGEM OU LAR EFETIVO!!

IMAGINA ELE COM UM BELO BANHO E UMA TOSA QUE COISA MAIS AMADA VAI FICAR *—*

 

Entrem em contato:

apanvi@outlook.com

facebook.com/apanvi

9179 2982

Cofap para adoção

13 fev

Essa mocinha foi abandonada!

Está para adoção! Logo será castrada 🙂

Contato: facebook.com/apanvi

recado aqui – e-mail: apanvi@outlook.com

12022014383

12022014384

ABRA SEU CORAÇÃO E DEIXE O AMOR ENTRAR

13 fev

A vida ta muito mais complicada do que quando éramos crianças, quem duvida disso da uma olhada na ultima revista Superinteressante, numa matéria que comenta as pesquisas realizadas no assunto. É tanta senha, tanta burocracia… e principalmente as relações pessoais estão mais complexas.

A sociedade esta cada vez mais solitária, as pessoas vivem em comunidades pequenas e fechadas, divorciam-se com mais facilidade e vivem longe de suas famílias. Muitas têm dificuldade em lidar com esse emaranhado afetivo e um animalzinho de estimação acaba virando realmente o melhor amigo.

A amizade com os animais é muito simples, não tem complicação, você dá o que tem e faz o que pode dentro das tuas possibilidades e pra ele já ta tudo de bom, ele é leal e gostará de você como é. Não precisa ter carrão, nem corpão, nem ser inteligente ou divertido, você pode ser um porre de chato e só se lamentar que ele olhará com aquela carinha de “eu te entendo, ta tudo bem e vai dar tudo certo”.

E mais, não precisa puxar o saco senão estiver afim e nem se preocupar com o futuro dele, se vai casar ou com quem ou que faculdade fará e se arranjará um bom emprego… é só deixar rolar essa amizade sem preocupação e cobranças. Enquanto isso o coração vai se curando e aprendendo a lidar com as frustrações e complicações do dia a dia.

Segundo a psicóloga Arlene Schauffert o que as pessoas precisam é de afeto tanto quanto suas necessidades básicas de alimentação e descanso, o convívio com um animalzinho com certeza ajuda no desenvolvimento emocional de adultos e crianças.

Mas gente! Atenção! É nossa responsabilidade alertar que um bicho de estimação não é um aparelho eletrônico que desliga/liga ou que desatualiza e vai para o lixo, ele não é gente mas é quase, sofre com o calor e com o frio, com doenças e tem sentimentos sim. Então valorize-o, cuide bem dele. Traga-o para perto de ti e eduque-o para que possam conviver em harmonia.

1555563_521280771304442_95128093_nEsse lindão da foto é o Tobby

Macho, porte pequeno – médio, muito carinhoso e adulto.

Tá aí uma ótima campainha pra você!

BOB para adoção ♥

30 jan

Bom diiiia povo do bem!

Todos ótimos?!

Hoje apresentamos para vocês o BOB, ele foi resgatado pelo Saullo meses atrás, cobertooooo de sarna, sem pelos, magro…

Agora recuperado e gordinho precisa de um lar!

Ele é de porte pequeno – médio, companheiro e dócil! Já é adulto.

Olha a carinha simpática dele *-*

1624152_613134612091287_795998750_n 1655198_613134618757953_574813179_n 1781249_613134615424620_1742747989_n

 

Interessados: apanvi@outlook.com

facebook.com/apanvi

Recado aqui ou pelo telefone 9179 2982

27 jan

Encontramos este cão correndo atras dos veículos próximo ao pesque pague guzzi. Não sei se foi abandono ou estava perdido. Quem tiver informações, favor entrar em contato. O cão é muito querido e dócil. Precisamos de um lar para ele!!

 

Pincher perdidinho

6 jan

Bom dia pessoas!!

Esse pincher  apareceu na RS – Bairro II Pinheiros.

É macho, bem dócil – reconhecem?
 
1552888_10200449426236979_1266067602_n

A triste história da Amóra

23 dez

563317_441927999239720_89789909_n

Lembram da Amóra? Anteriormente chamada de Dóris.

Pois bem…

Chegou em nossas mãos dia 08 de Agosto deste ano, no cio, maaagra, suja…

Tão logo postamos a foto dela choveram interessados em adotar.

Selecionamos uma adotante, que a buscaria depois da castração.

Muito bem, meses se passaram e recebemos a notícia de que quem adotou precisaria devolver ela devido a problemas pessoais.

Ela foi levada em uma feirinha, mais magra do que quando chegou pra nós pela primeira vez.

Na feirinha foi adotada por um senhor que tinha crianças, ela se apaixonou pelas crianças e foi pra aquela casa com a promessa de morar dentro de casa. PORÉM, em uma visita de rotina nos vimos obrigados a retirar ela de lá, estava do lado de fora, na terra, sem água e comida.

E colocar ela onde se não tínhamos mais vagas?

Encontramos uma casa de passagem que ja havia nos ajudado, maaaaas… a cadelinha de alguém de lá acabou por falecer, e não quiseram mais segurar a Amóra. Levamos para outra casa de passagem, que em questão de 2 dias havia conseguido uma adotante, que por suas vez devolveu ela em 2 dias por que “ela não se adaptou com a minha cadela” em 2 dias? ninguém se adapta a lugar nenhum, com gente estranha e tudo diferente, ainda mais com esse histórico.

Enfim, agora esta última casa de passagem vai se mudar e não pode levar ela, e cá estamos nós sem saber o que fazer, novamente.

Precisamos de alguém que a acolha temporária ou definitivamente.

Lembrando que a marcação vai ser cerrada, ela já passou por muita coisa.

CONTATOS: facebook.com/apanvi

9179 2982

apanvi@outlook.com

Adota a gente?

17 dez

Essa duas linda menininhas encontram-se no Bairro Cidade Alta e estão sendo cuidadas pelo Marcelo.

São de porte pequeno e bem dóceis.

Interessados favor ligar: 9906 7854 e 3566 3823.

Ou caso alguém reconheça, elas podem estar perdidas… o que eu acho difícil.

1490461_578521908907570_1614384855_o 1499735_578521905574237_1781614373_n

Me reconhece?

27 nov

Boa Tarde, tem um cachorrinho muito simpático aqui na Escola Fidélis Fantin no Bairro Cibrazém, acho que ele está com sarna, aparentemente abandonado pois chegou a escola vindo atrás das crianças.

Nenhuma delas sabe quem é o dono, ou se ele tem dono. 

Alguém reconhece?