GATOS CEGOS! COMO CONVIVER!

24 out

Essa tarde nossos corações bateram mais forte e apertado, um gatinho resgatado da rua com os dois olhos aparentemente furados precisava ser submetido a cirurgia, mas estava extremamente debilitado, desidratado, desnutrido, infestado de pulgas…e havia uma chance muito grande de não sobreviver a cirurgia devido a esse estado.
A cirurgia na Vidavet foi um sucesso ele já esta na baia ainda anestesiado e ficará bem bonzinho, os olhos estavam totalmente comprometidos pela catarata e ele sentia muita dor. Ficará ceguinho mas pode usar outros sentidos e viver bem apesar dessa limitação.
Teremos que encontrar um lar que o aceite com carinho, convivendo em equilibrio e compreensão

10749555_723323631087086_1679027405_n 10735720_723323561087093_1895817885_n 10743718_723294564423326_1745160694_n

 


1-
Dica básica  – Nunca mude o mobiliário da casa de lugar. o gato cego ele meio que “decora o ambiente em que ele vive” assim como um ser humano cego consegue se identificar na sua casa, é importante se possível não mover móveis de lugar, ou deixar baldes, vassouras, etc… pelo meio do caminho, se mudar a mobilha de lugar é importante levar o bichinho até o lugar para ele se localizar.  Você pode auxiliá-lo nos primeiros movimentos atraindo-o com um pouco de comida para que circule e faça o reconhecimento do ambiente.Dicas e cuidados para facilitar o dia a dia do seu gato deficiente visual

Às vezes a simples retirada de um tapete, que fica de fronte ao sofá, para lavar, mas que serve de referencia para seu gatinho pular no sofá pode deixá-lo totalmente confuso.

2A cama do gatinho deve sempre ser mantida no mesmo local, de fácil e conhecido acesso, assim como potes de água (uma fonte é uma boa opção, o barulho ajuda na sua localização) e comida e caixas de areia. (Se houver necessidade de mudar estes itens de lugar ou quando forem lavados, deve-se dar ao gato a oportunidade de identificar os objetos pelo cheiro e guiá-lo algumas vezes até lá. Depois, observe se ele já consegue se deslocar sozinho até estes locais.)

3Pode ser útil “Perfumar” alguns objetos importantes para o gato, ou ambientes com odores diferentes como aromas de hortelã, alfazema, baunilha, etc… para ajudar o seu nariz “ver” o que ele está procurando.

4- Brinquedos. O som é também importante para um gato cego. Brinquedos barulhentos, como bolas com sinos, um saco de papel barulhento ou uma bola de papel amassado irá aguçar os instintos de tentar “caçá-los”. Muitos gatos cegos aprender como driblar bolas de papel amassado ou brinquedos com guizos.(assista o fofo do Oskar e seu primeiro brinquedo no vídeo a seguir)

5- Forre todas as quinas de móveis ou superfícies cortantes que ofereçam risco caso seu gatinho se choque contra ela. Você pode usar pedaços de carpete, plástico bolha, espuma, etc…

6-Não se deve esquecer que mesmo o gato com deficiência visual mantém seu instinto de explorar e escalar bastante aguçado. Assim, considerando que ele pode se sentir inseguro para saltar de maiores alturas por não enxergar, é importante providenciar rampas para ele tenha sempre a alternativa de subir em vários locais, inclusive quando quiser se proteger. Estas rampas devem ser feitas com material não escorregadio, para garantir a segurança do bichano.

7-Também é importante protegê-lo de quedas em escadas usando portões de segurança, até que esteja bem inteirado de todo espaço

8- Você pode colocar camas e potes de água em mais de um ambiente, principalmente se a casa for grande, evitando assim que ele tenha de se deslocar sempre que tiver sede ou queira relaxar.

9-Lembre-se que gatinhos adoram tomar sol, prepare um cantinho gostoso para este momento.

10-Não corte as unhas do seu felino. Elas irão ajudar durante as brincadeiras, e inclusive durante escaladas, pois sem noção de altura, muitas vezes ele irá preferir escalar o local, e para isso as unhas ajudarão bastante. (Sua mobília certamente irá “sofrer um pouco”.)

11-Os bigodes do gato jamais devem ser cortados ou aparados, pois funcionam como órgãos táteis, que permitem a eles identificar objetos antes de se chocarem. É por isso que gatos conseguem se locomover com a mesma agilidade no escuro: caso haja algum obstáculo, os bigodes funcionam como antenas e “tocam” o objeto antes, evitando, assim, choques. Para gatos deficientes visuais, os bigodes funcionam como uma importante forma de adaptação durante o dia e a noite, e não somente no escuro, como nos gatos com visão normal.

12-Quando pegar o gato no colo, e for colocar o mesmo de volta ao chão, ponha-o encostado em algum lugar que possa reconhecer tipo o pé do sofá, o canto da parede, enfim, onde ele possa se orientar quanto a localização.

13-Se a casa ficar suja com qualquer coisa, tipo suco ou mesmo vômito de algum dos bichanos, limpe imediatamente, pois seu gatinho cego não vai ver, provavelmente vai pisar, e além de se sujar, irá espalhar a sujeira por toda a casa.

14-Cuidado, muito cuidado com fios pendurados e outras coisinhas que podem chamar a atenção de seu gato, que vai querer brincar, mas poderá acabar se machucando. Aliás, esse é um cuidado para ter com qualquer bicho, e com um especial, não seria diferente; (fios de celulares e notebooks colocados para carregar etc )

15-Em várias casas do animal de estimação, outro cão ou gato pode servir como um guia para o animal cego. Ajude o seu animal de estimação cego, anexando um sino ou outro fabricante do ruído à coleira do outro animal.

16- Adquira o hábito de falar com o seu gato quando você entrar ou sair da sala para ajudá-lo, a saber, onde você está isso o deixará mais seguro.

17-Ao chegar da rua, entre em casa falando para que seu gato o reconheça.

18-Animais cegos também se  assustam mais facilmente, por isso sempre fale com o seu gato antes de acariciá-lo para evitar que sejam acidentalmente arranhado ou leve um tapa no reflexo.

19-Com relação aos objetos, considerando que o olfato dos felinos é bastante desenvolvido, certamente este sentido se tornará ainda mais aguçado com a deficiência visual, por uma questão de adaptação. Assim, caso sejam introduzidos novos objetos na casa, ou se qualquer deles for lavado (por exemplo: almofadas, colchas, etc.), deve-se, de alguma forma, tornar estes objetos novamente familiares para o gato. Uma boa alternativa é esfregar as mãos: o felino logo identificará o cheiro familiar do dono nestes locais, o que o deixará mais tranquilo.

20-Não coloque seu gato cego em superfícies elevadas que desconheça (cadeiras, sofás, camas, etc ) desorientado ele pode cair.

21-Não permita o acesso do gato cego a áreas externas sem sua estrita supervisão, sob o risco dele se assustar correr podendo se perder ou ser atropelado, ou ainda atacado por outro animal. (Evite!)

22-Crie um ambiente externo seguro para seu gatinho, veja AQUI

23-Cultive ervas como o catnip em floreiras baixinhas para ele se deliciar.

24- Colocar uma rede para gatos no ambiente do seu gato cego é uma ótima sugestão.Além de  aliviar o estres ela dá a sensação de segurança que ele precisa

Todas essas informações são do blog http://dicaspeludas.blogspot.com.br/ lá tem muito mais dicas bacanas para o seu peludo u.u

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: